Dúvidas

-

Encomendas & Entregas

Consulte toda a informação que disponibilizamos sobre os produtos. Caso a informação não seja suficiente e queira ver esclarecido algum detalhe sobre o produto, envie-nos um email support@foodclick.pt. Teremos todo o gosto em esclarecer a sua dúvida e melhorar a informação disponibilizada na página. Depois de escolher os produtos pretendidos, proceda de acordo com os TERMOS E CONDIÇÕES

A salvaguarda da qualidade dos nossos queijos é um imperativo, por isso, o transporte é dedicado e feito em viaturas com temperatura controlada. O alcance do serviço expresso prestado pelos operadores especializados ainda não abrange as ilhas. Acreditamos que isto poderá alterar muito em breve. Para já, o serviço refrigerado não vai além da península ibérica. Ao seu tempo, ampliaremos a abrangência foco e divulgaremos convenientemente. Até formalizarmos este avanço, aceitaremos qualquer encomenda. Para tal, basta dirigir-nos um email para support@foodclick.pt.

Ao encomendar diretamente à fábrica, por questões de preparação e logística, esta é o valor que corresponde a uma quantidade mínima considerada razoável. É muito habitual realizarem-se encomendas em conjunto (família, amigos, etc) e assim, aligeirarem-se os custos e satisfazerem-se os mínimos com facilidade. Disponibilizamos-lhe uma seleção de queijos que lhe permitirá fazer um sortido com queijos de consumo diário e outros para ocasiões mais especiais.

Após confirmação de boa cobrança, a sua encomenda entrará em processamento, estimando-se um prazo de entrega máximo de 48 horas (dias úteis). Tenha em consideração que devido à conjuntura atual, este prazo poderá dilatar-se. TERMOS E CONDIÇÕES

Após confirmação de boa cobrança, a sua encomenda entrará em processamento, estimando-se um prazo de entrega de 48 horas (dias úteis), para Portugal Continental. Tenha em consideração que devido à conjuntura atual, este prazo poderá dilatar-se.

Uma vez em transito para distribuição, o nosso parceiro logístico, entrará em contacto para prestar-lhe mais informações e coordenar a entrega.

Se tiver alguma dificuldade, contate-nos 

Uma vez em transito para distribuição, o nosso parceiro entrará em contacto para prestar-lhe mais informações e coordenar a entrega. Pedimos-lhe que esteja atento ao seu telemóvel e garanta a presença de alguém em sua casa após ter sido contatado pelo nosso parceiro logístico. TERMOS E CONDIÇÕES

Aquando da entrega da sua encomenda, por favor inspecione o seu estado (exterior e interior) na presença do transportador e registe possíveis anomalias (e sugestões) na confirmação da entrega. Tire algumas fotos e partilhe connosco support@foodclick.pt. TERMOS E CONDIÇÕES

Não hesite em partilhar connosco alguma questão que não tenha sido considerada support@foodclick.pt. Teremos todo o gosto em esclarecer a sua dúvida.

Queijo

Na produção de queijo, o tópico “leite” é sempre muito sensível, nomeadamente, a comparação entre leite cru e pasteurizado. Cada uma das opções tem vantagens e desvantagens. O princípio base a reter é a relação direta entre a boa qualidade do leite e o queijo produzido.

 

É o nome científico que se dá ao açúcar do leite, encontrando-se presente não apenas no leite, mas em todos os seus derivados, como o queijo ou os iogurtes.

Porque o organismo do ser humano produz uma enzima – a lactase – que digere a lactose, mas nem todos os organismos são capazes de a produzir em quantidades suficientes e, portanto, também não digerem completamente a lactose. O resultado, quando ingerida, é uma reação que se traduz em dores de estômago ou cólicas, desconforto abdominal, náuseas ou flatulência.

Os queijos de vaca, de mistura vaca e ovelha e de ovelha curados (nos tamanhos aproximados 1Kg e 1/2Kg) apresentam resultados analíticos que revelam teores de lactose <0,1g/100g. Assim sendo, uma vez que o teor de lactose está abaixo do limite de deteção, podemos considerar que podem ser consumidos mesmo por pessoas intolerantes à lactose.

Considera-se queijo o produto fresco ou curado, de consistência variável, obtido por coagulação e dessoramento do leite ou do leite total ou parcialmente desnatado, mesmo que reconstituído, e também da nata, do leitelho, bem como da mistura de alguns ou de todos estes produtos, incluindo o lactossoro, sem ou com adição de outros géneros alimentícios.

https://dre.pt/pesquisa-avancada/-/asearch/335266/details/maximized?perPage=100&anoDR=1990&types=SERIEI&search=Pesquisar 

Portaria nº 73 de 1 de fevereiro de 1990

Portanto, o queijo não é mais do que um alimento sólido, um valioso complemento alimentar, devido à sua composição nutricional, obtido a partir da coagulação do leite – coalhada – massa “gelatinosa”, que é obtida pela acidificação do leite seguida da ação de uma enzima ou mistura de enzimas – coalho, que desempenha um papel fulcral no processo. Esta primeira etapa é, portanto, fundamental na definição da textura, sabor e durabilidade do queijo. A partir daí, o queijo pode seguir muitos caminhos – pode ser aromatizado, manipulado fisicamente, moldado ou ver a sua casca lavada, mas esses processos acontecem depois que o queijo é feito.

Sim, nos queijos onde é utilizado o coalho microbiano e desde que se classifique como um vegetariano que consuma leite e derivados. Faça uso dos filtros para identificar os queijos com coalho microbiano e vegetal.

Tradicionalmente, o coalho é animal – mistura de enzimas extraídas do estômago de jovens mamíferos ruminantes – usado para fazer uma grande variedade de queijos. 

Atualmente, existem alternativas vegetarianas – vegetal – e outras feitas em laboratório – microbiano

Em Portugal e Espanha, o cardo – coalho vegetal – oriundo da flor de cardo, é tradicionalmente usado como coalho em algumas variedades de queijo. Este coalho é muito característico e apreciado porque confere aos queijos uma textura e um sabor muito distintos. 

Faça uso dos filtros para identificar os queijos consoante o tipo de coalho. LOJA VIRTUAL

Os queijos fabricados com a utilização de coalho microbiano ou vegetal e, desde que se você se qualifique como um vegetariano que consuma leite e derivados.

Faça uso dos filtros para identificar os queijos com coalho microbiano e vegetal. LOJA VIRTUAL

Alternativamente designada de maturação ou affinage (termo francês) é a etapa no processo de fabrico, que envolve maturação e envelhecimento e é responsável pela determinação das características distintivas de um queijo (sabor, textura e corpo). Cada queijo possui um conjunto de requisitos únicos de temperatura, humidade e tratamentos (como lavagem, escovagem ou viragem) que, combinados, garantem seu desenvolvimento adequado.

Neste estágio, conhecendo os fatores que influenciam o fabrico (qualidade do leite, o animal, a alimentação, estação do ano, etc) cabe ao mestre queijeiro fazer uso da sua habilidade e ser capaz de adaptar as técnicas e métodos aos queijos que tem à sua frente no sentido de convergir com o padrão pretendido.

Faça uso dos filtros para identificar os queijos consoante o tempo de cura pretendido.  LOJA VIRTUAL

Depende. Cada queijo tem o seu perfil, e o mesmo, depende diretamente do método de fabrico.

Para obter um queijo com um perfil de idade / cura prolongada, o seu método fabrico é diferente do utilizado num queijo com perfil mais jovem.

Habitualmente, os queijos mais envelhecidos, são fabricados de modo a que a sua textura/ pasta, seja dura ou semidura e, portanto, tenham menos humidade na sua composição. Estes são também os mais resistentes e duráveis, e as suas características tendem a melhorar com o envelhecimento. Já os mais jovens, menos curados, têm uma pasta mais mole, com mais humidade na sua composição e, portanto, mais vulneráveis e menos duráveis, tendendo a degradar-se com o envelhecimento.

Antes, deve avaliar se se trata de um queijo com casca natural, e, portanto, comestível, se for do seu gosto, ou casca artificial, revestido com cera ou revestimento plástico de qualidade alimentar, mas, não comestível.

Deve ser servido cerca de 90 minutos depois de retirado do frigorífico e da embalagem para libertação dos aromas e manifestação das suas melhores características.

A Temperatura ideal de consumo deverá situar-se nos +16 ºC.

Se vai promover um momento de degustação, a quantidade certa por pessoa, se for consumido como sobremesa, serão suficientes 50/70g, se for servido como prato principal, sugerem-se doses mais generosas 120/150g.

Regras não. Mas existem princípios básicos que decididamente ajudar-lhe-ão a executar a tarefa mais convenientemente.

Existe uma variedade de facas especificas para queijo que poderá pesquisar e adquirir.

No entanto, para facilitar, sugerimos:

Faca de gume liso, estreito e pontiagudo para os queijos amanteigados, de pasta semimole e mole. Mergulhe a faca em água quente para que facilite o corte (impede que a pasta do queijo se agarre à superfície da faca, provocando arrastamento).

Faca de gume liso e largo para os queijos de pasta semidura e dura.

O queijo apenas deve ser fracionado no momento da degustação a fim de impedir a perda das suas características resultado do contacto com o oxigénio. O corte das fatias deve ser feito de modo a abranger as diferentes zonas do queijo. Sempre que possível, acautelar que cada fatia abranja harmoniosamente áreas junto à casca e do interior.

Utilizar um material nobre para a tábua de queijo: a madeira, o vidro ou a cerâmica são os mais aconselháveis.

Selecione no mínimo 3 variedades de queijo e apresente-os do mais suave ao mais intenso. Opte pelo melhor momento: no final da refeição, antes da sobremesa, ou como prato principal.

Se optar por servir antes ou depois da refeição, serão suficientes 50/70g. Se for servido como prato principal, sugerem-se doses mais generosas 120/150g.

Faça acompanhar com frutas, frutos secos, doces, enchidos, um bom sortido de pão, tostas e bolachas de água e sal e um bom vinho.

Se tenciona degustar mais do que uma variedade, evite a contaminação cruzada, limpando a faca sempre que mude de queijo.

O queijo deve ser conservado no frigorifico, em local seco e frio, preferencialmente a uma temperatura entre +2 ºC e +6 ºC. Evite as partes mais frias. Conserve nas gavetas ou na porta. 

Conservar em local seco e frio, proteja com papel prata (preferencialmente) ou película aderente, coloque num recipiente plástico fechado e evite o contato com outros alimentos.

Existem dois tipos de bolores. Os que são intencionalmente provocados no queijo, num ambiente propício e controlado, visíveis à superfície, na casca, ou no interior, exemplo, queijo brie, camembert, gorgonzola ou roquefort, e os que surgem involuntariamente, quer na superfície, quer na pasta do queijo, após a abertura da sua embalagem, ou após o seu corte, quando em contato com oxigénio e humidade.

No primeiro tipo, referindo-nos a queijos curados, pode perfeitamente consumir o queijo.

Já perante a segunda tipologia, deve ter mais cuidado.

Note que, nos queijos frescos é recomendável a rejeição na sua totalidade.

Nos queijos curados muito macios, verifique a intensidade de contaminação na pasta, removendo, se possível, uma área superior à afetada. Nos queijos curados de pasta semidura e dura, os fungos não conseguem atingir uma zona muito interior, mas tenha o mesmo cuidado de remover uma boa parte. Em ambos, quando na casca, se a contaminação não tiver penetrado no queijo, remova lavando a casca com uma escova ou acessório que possibilite a raspagem da área.

Não hesite em partilhar connosco alguma questão que não tenha sido considerada support@foodclick.pt. Teremos todo o gosto em esclarecer a sua dúvida.

M&R

Cada queijo contém um pedaço da rica e ímpar história centenária dos lacticínios em Portugal.

Foi com a M&R que tudo começou. Toda a riqueza e legado, hoje, nas mãos da 4ª geração da família Rebelo, traduz-se numa ampla seleção de queijos tradicionais e outros exclusivos, premiados e reconhecidos internacionalmente.

Descubra mais sobre a Martins & Rebello https://martinserebello.pt/

Os queijos de vaca, de mistura vaca e ovelha e de ovelha curados (nos tamanhos aproximados 1Kg e 1/2Kg) apresentam resultados analíticos que revelam teores de lactose <0,1g/100g. Assim sendo, uma vez que o teor de lactose está abaixo do limite de deteção, podemos considerar que podem ser consumidos mesmo por pessoas intolerantes à lactose.

Sim, nos queijos onde é utilizado o coalho microbiano ou vegetal, e, desde que se você se qualifique como um vegetariano que consuma leite e derivados.

Faça uso dos filtros para identificar os queijos com coalho microbiano e vegetal. (inserir link para a loja)

Quando falamos em edições, no fundo, falamos em 3 linhas de queijo – Tradicional, Premium e Culinária. As linhas diferem entre si pelo processo e sazonalidade de fabrico, tipo e tempos de cura, apresentação e aplicações.

Flamengo, amanteigados e cabra semiduro, compõem a linha Tradicional. Já o Queijo Branco, dada a sua versatilidade, integra a linha Culinária. Na linha Premium, edições limitadas e queijos numerados, inserem-se dois queijos muito especiais e exclusivos, fabricados pontualmente ao longo do ano.

Faça uso dos filtros para identificar os queijos de cada linha e conhecer as diferenças entre elas. LOJA VIRTUAL

Antes, deve avaliar se se trata de um queijo com casca natural, e, portanto, comestível, se for do seu gosto, ou casca artificial, revestido com cera ou revestimento plástico de qualidade alimentar, mas, não comestível. Os Queijo Branco e o Flamengo, não têm casca. Este último, apenas o bola é revestido com cera não comestível.

Os Premium, também são revestidos com cera não comestível, e os restantes, são revestidos com uma fina camada de emulsão plástica de qualidade alimentar não comestível.

São Premium os queijos que resultam de fabrico único, realizados pontualmente ao longo do ano, sendo por isso considerados edições limitadas e numeradas. As matérias-primas são selecionadas por um conjunto de características especiais e restritas, e submetidas a um fabrico que ocorre dentro dos estritos métodos tradicionais. Estes queijos são submetidos a um processo de maturação específico e ainda mais prolongado. Essa maturação culmina numa prova organolética final dos nossos mestres queijeiros que avaliará se esse lote será Premium. Apenas os lotes que evidenciam requisitos especiais, ao nível da textura da pasta, casca, aroma e sabor, serão dignos de ostentarem a denominação Premium.

Por isso, esteja atento e, sempre que estejam disponíveis, aconselhamos vivamente que os adquira.

Proceda de acordo com as sugestões referidas na secção anterior.

A Martins & Rebello oferece uma ampla variedade de queijos, tornando a sua tarefa de preparação, numa deliciosa experiência.

Evite sobrepor queijos do mesmo tipo de leite e textura semelhante, por exemplo, o vaca e o vaca meio gordo, o ovelha e o Serra do Alvelhe Premium  ou o cabra e o Côvo Premium.

Surpreenda-se e surpreenda, inclua o Queijo Branco

Consulte as sugestões de acompanhamento sugeridas para cada um dos queijos nas páginas individuais.

Não hesite em partilhar connosco alguma questão que não tenha sido considerada support@foodclick.pt. Teremos todo o gosto em esclarecer a sua dúvida.

Food Click

Iniciamos a loja com queijo, mas, tal como afirmamos no nosso propósito, adicionaremos outros produtos alimentares à gama. Isto será feito gradualmente, à medida que forem selecionados outros produtos que satisfaçam os rigorosos critérios de escolha pré-definidos.